Rua João C. Câmara, 1669

Dourados - MS

elkemascarenhas@uol.com.br

FONE (67) 3421-9412 

Desenvolvimento 

"Quando o colo da mamãe e do papai não adiantam, ela sabe o quê fazer"

Período Neonatal, o que devemos esperar e observar:

  • Eleva a cabeça momentaneamente

  • Contato visual/fixação visual (de forma mais evidente no final do período)

  • Reage a sons

Aos 3 Meses:

  • Controle de cabeça (ausência aos quatro meses: sinal de alerta)

  • Simetria corporal

  • Transferência do peso corporal

  • Junção das duas mãos na linha média

  • Sorriso social (início, em geral, com dois meses)

  • Vocalização e gritos

Aos 6 meses:

  • Permanece sentado, quando colocado (ausência aos sete meses: sinal de alerta)

  • Rola

  • Alcança e segura objetos ora com uma mão, ora com a outra (uso sempre

  • de uma única e da mesma mão: sinal de alerta)

  • Localiza sons dirigindo o olhar em direção à fonte sonora

  • Balbucio

Aos 9 Meses:

  • De sentado passa para a postura de pé

  • Engatinha

  • Permanece de pé, com apoio

  • Duplicidade de sílabas no balbucio

Aos 12 meses:

 

  • Anda

  • Primeiras palavras

"Veja também algumas curiosidades sobre
o desenvolvimento do seu bebê"

   Nesse início de vida, o bebê não controla nem a musculatura dos olhos. De todos os seus sentidos, a visão é a menos desenvolvida, por não ter sido exigida durante a gestação. No recém-nascido, seu alcance é de 20 a 30 centímetros, mais ou menos a distância entre o rosto do bebê e o da mãe na hora da amamentação. A criança não consegue focalizar objetos além dessa medida. As imagens são embaçadas e duplas porque as duas retinas ainda não estão unidas. O bebê é míope. Para ajudar nesse avanço, coloque móbiles coloridos sobre o berço. O olhar do bebê é atraído por objetos em movimento e de cores contrastantes, como preto e branco. Aos 6 meses, a visão estará quase igual à de um adulto. A audição do recém-nascido, ao contrário, é tão boa quanto a dos pais, porque começa a se desenvolver a partir do quinto mês de gestação.

 

     O feto escuta os movimentos dos órgãos maternos. A batida do coração da mãe gera ruídos que podem alcançar 95 decibéis. Tanto barulho quanto o de um helicóptero em pleno voo. Por isso, com apenas 3 dias, o bebê reconhece a voz da mãe e, em 20, emite sons em resposta ou vira a cabeça em direção ao barulho. Com 1 mês, ele registra a sequência de palavras e, com 8 semanas, será capaz de demonstrar preferência pelo idioma materno. O paladar do recém-nascido também é aguçado.

 

    "Ele tem capacidade de distinguir o salgado, azedo, amargo e doce. Gosta mais do último", diz a pediatra Rosa Resegue. Segundo ela, logo nos primeiros dias o bebê reconhece o leite materno entre o de outros seios. Nesse início, pode mamar cerca de dez vezes ao dia e dormir de 15 a 17 horas. A alimentação e o sono entram aos poucos na rotina. Acordado, o bebê parece estabanado e assustado em seus movimentos. Ele não os controla, são reflexos involuntários.